Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Proposta de Atuação do Assistente Social em Atividade Socioeducativa com Cardiopata Hospitalizado em Unidade de Retaguarda de Pronto Socorro

Mayara de Castro França Silva, Maria Barbosa da Silva
INSTITUTO DANTE PAZZANESE DE CARDIOLOGIA - - SP - BRASIL

Introdução O paciente cardiopata hospitalizado vive momentos de ansiedade, expectativa e sofrimento que podem desestabilizar seu processo saúde/doença. Diante dessas necessidades e observações do assistente social foi realizado o presente estudo que versa sobre uma proposta de atividade lúdica, socioeducativa grupal com pacientes cardiopatas internados, na enfermaria da Retaguarda de Pronto Socorro de uma instituição pública, especializada em saúde cardiovascular.

Objetivo Demonstrar como a atividade socioeducativa pode ser uma estratégia de intervenção do assistente social na atuação com cardiopata hospitalizado, em Unidade de Retaguarda de Pronto Socorro de numa instituição publica de alta complexidade.

Metodologia Realizada uma pesquisa qualitativa, por meio de uma ação participativa. A amostra do estudo foi composta por 20 pessoas: 18 pacientes e 2 acompanhantes, distribuídos em três grupos, com uma média de 06 participantes, de ambos os sexos, com idades que variaram de 35 a 81 anos. A atividade foi desenvolvida em três dias, do mês de novembro de 2018, com duração de 2 horas, num espaço de convivência comum dos pacientes. Ao mesmo tempo em que era realizada a atividade socioeducativa com os pacientes, o assistente social interagia diretamente com os mesmos de forma lúdica, dialogando e esclarecendo suas dúvidas sobre a Seguridade Social e o acesso aos direitos sociais. Simultaneamente, a prática socioeducativa ocorreu uma avaliação por meio da analise, dialogo e reflexão entre participantes e profissional.

Resultados Ao ser avaliada pelos participantes dos grupos, a atividade socioeducativa foi considerada como ótima pela maioria,vista como um elemento facilitador para a interação, sociabilidade, vivência compartilhada, disseminação de informações e esclarecimentos sobre os direitos sociais e ainda, como importante espaço de descontração para escuta e fala dos participantes. A atividade participativa, conjunta repercutiu positivamente tanto para o profissional como para os pacientes ao proporcionar a participação, a interação, o dialogo, a troca de experiências, reflexão, compartilhamento de conhecimentos.

Conclusões Ao concluir o estudo pode-se assegurar que a atividade socioeducativa grupal pode ser uma estratégia de intervenção do assistente social na atuação com cardiopata hospitalizado, ao promover o seu bem-estar e fortalecimento,qualificar a ação profissional na saúde e na busca de novos conhecimentos.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil