Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Síndrome de Takotsubo em paciente com Chikungunya

Fernanda Albano Monzo Gonzaga, Cristiane Perlingeiro Cormack Ferraz, Enilda Meire dos Santos, Marcelle Leitão Gomes Sá Pires, Larissa Neto Espindola, Claudia Cristina Morais Landsberg, Daniela de Souza Vilela, Marcus Ferreira Cardoso, Marcelo Sávio de Almeida Ferreira, Gabriela Marçal M. Bebiano
Hospital Unimed Rio - Rio de Janeiro - RJ - Brasil

INTRODUÇÃO: A Síndrome de Takotsubo (ST), é uma condição aguda, reversível, caracterizada por disfunção sistólica aguda e transitória dos segmentos médio e/ou apical do ventrículo esquerdo (VE) e pode mimetizar síndrome coronária aguda (SCA). Predomina em mulheres na pós-menopausa, após estresse físico/emocional. A principal hipótese do mecanismo da disfunção sugere que um pico de catecolaminas resulte em disfunção microvascular regional. Pode apresentar-se com alteração do eletrocardiograma (ECG) e aumento de marcadores de necrose miocárdica. No exame de imagem há um padrão típico de acinesia das porções apicais e hipercinesia das porções basais do VE. As complicações são raras. O prognóstico a longo prazo é bom.

RELATO DE CASO: FDSA, feminino, 69 anos, hipertensa, diabética, coronariopata (2 stents em 2014) admitida com queixa de dispnéia, vômitos, mal estar generalizado e poliartralgia. Negava precordialgia. Ao exame físico apresentava ritmo cardíaco irregular, frequência cardíaca de 105 bpm e pressão arterial de 146x90 mmHg. O ECG evidenciava fibrilação atrial de alta resposta ventricular. Exames laboratoriais: Troponina I: 1,15 (VR: 0,012 - Pico 2,41), PCR 2,7, sem leucocitose. Como a paciente era moradora de região endêmica de arboviroses, foi solicitada sorologia para Dengue (negativo), Zica (negativo) e Chikungunya (positivo). Apresentou reversão para ritmo sinusal após 1 ampola de Tartarato de Metoprolol. Ecocardiograma transtorácico revelou VE com dimensões aumentadas, fração de ejeção (Simpson) 38%, acinesia dos segmentos apicais, hipocinesia dos segmentos médios e segmentos basais com contratilidade preservada, sugestivo de cardiopatia adrenérgica. Como a paciente era alérgica a iodo e a principal suspeita era ST, optou-se por não submeter a mesma a cineangiocoronariografia no primeiro momento, sendo então realizada Ressônancia Nuclear Magnética cardíaca que demonstrou acinesia dos segmentos apicais com realce tardio e um padrão sugestivo de ST (descartando miocardite e diminuindo chances de SCA). Apresentou evolução satisfatória, com melhora importante dos sintomas, recebendo alta hospitalar após 14 dias.

CONCLUSÃO: O caso ilustra como a ST e arbovirose podem coexistir e devemos suspeitar mesmo quando o paciente não apresentar clínica e ECG sugestivos da mesma, evitando subdiagnóstico, aumentando risco de complicações.

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil