Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Correção de Insuficiência Mitral Secundária na Miocardiopatia Dilatada para o Tratamento Clínico da Hipertensão Pulmonar Importante

Silvestrucci e Silva, Allan P., Carvalho, TA, Neto, RC, Soeiro, AM, Seguro, LFBC, Gaiotto, FA, Leal, TCAT, Sores, PR, Biselli, B
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Introdução. A insuficiência mitral (IM) secundária é um importante fator prognóstico na insuficiência cardíaca (IC) e dilatação ventricular esquerda. A correção da IM secundária a dilatação ventricular é controversa e sua indicação é restrita a pacientes com sintomas limitantes e persistentesRelatamos um caso de correção cirúrgica de IM secundária em paciente com hipertensão pulmonar (HP) fixa como forma de tratamento dessa condição.  Relato de caso: 25 anos, sexo masculino com diagnóstico de IC com fração de ejeção (FEVE) reduzida diagnosticada há 2 anos em Classe Funcional III com terapia medicamentosa otimizada com IECA, betabloqueador, espironolactona e furosemida. Ecocardiograma com FEVE de 33%, átrio esquerdo:50 mm, VE: 75x65, insuficiência mitral importante, disfunção moderada de ventrículo direito e Pressão sistólica de artéria pulmonar (PSAP): 62 mmHgApós compensação clinica inicial com otimização de diuréticos, foi realizado cateterismo cardíaco direito evidenciando HP importante (PSAP: 80 mmHge resposta parcial a vasodilatadores. Evolutivamente, após otimização de vasodilatadores e diuréticos foi evidenciado em 12 meses melhora de Classe funcional (III para I) e de FEVE (47%) e função de VD, mantendo-se dilatação importante de VE e IM importante porém mantendo HP importante agora não reativa a vasodilatadores. Por se tratar de um paciente jovem com miocardiopatia dilatada com disfunção de ventrículo esquerdo e com IM importante sendo a principal mecanismo de HP, que no futuro seria uma condição de contraindicação a um eventual transplante cardíaco, foi optado por correção cirúrgica da IM secundária com objetivo de diminuir a HP. Realizado o procedimento com colocação de prótese biológica mitral com sucesso sendo observado redução significativa de pressões pulmonares (PSAP: 34 mmHg), porém sem mudança de dilatação ou função ventricular, permanecendo o paciente em Classe funcional I. Discussão: A correção de IM na miocardiopatia dilatada tem indicação restrita para pacientes sintomáticos refratários. Há escassa discussão na literatura sobre esse procedimento no controle ou tratamento de HP tipo 2 com pacientes com IMConclusão: A troca da válvula mitral por IM secundária reduziu uma hipertensão pulmonar importante não responsiva a prova de vasorreatividade desse paciente, retirando uma potencial contraindicação para transplante cardíaco no futuro.  

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil