Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Influencia da religiosidade:no efeito do jaleco brancoem hipertenso

Grazia Maria Guerra, Jefferson Carlos de Oliveira , Isabela Ribeiro Braga Fistarol , Margarida Vieira , Miriam Harumi Tsunemi , Heno Ferreira Lopes, Cecília Benevenuto Rezende , Luiz Aparecido Bortolotto
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL, Centro Universitário São Camilo - São Paulo - SP - Brasil, Universidade Católica Portuguesa - Porto - Cidade do Porto - Portugal

A dimensão religiosa pode influenciar a maneira de viver e nas escolhas dos pacientes hipertensos. Objetivo: Avaliar a influência da religiosidade com relação ao efeito do jaleco branco em indivíduos hipertensos submetidos à educação tecnológica Método: Estudo prospectivo randomizado com 4 grupos de hipertensos Grupo A (n=16, 4 mulheres, idade média de 55,3±13 anos, IMC médio de 32,3±6kg/m2, recebendo orientação individual utilizou como estratégia o acolhimento com 7 consultas de enfermagem em intervalos de 20 dias, por 120dias); Grupo EaD (n=13, 5 mulheres, idade média de 51,8±7anos, IMC médio de 29,4±5 kg/m2, utilizando tecnologia educacional a distância com realização de 7 consultas de enfermagem com intervalos de 20 dias por120 dias); Grupo BL(n=14, 8 mulheres, idade média de 53±9 anos, IMC médio de 29,6±4,3kg/m2, utilizando tecnologia educacional na modalidade Blended Leraning com realização de 7 consultas  de enfermagem com intervalos de 20 dias por120dias); Grupo de Controle (n =13, 7 mulheres, idade média de 57,6± 9anos, IMC médio de 29,7±6kg/m2, fazendo 1 visita de enfermagem no início e após 120 dias). Na randomização e após 120 dias foram aplicadas os instrumentos:Inventário de ansiedade estado-traço de Spielberger (STAI), escala de religiosidade de Durel-Duke que avalia três dimensões sendo a Religiosidade Organizacional (RO), Religiosidade Não Organizacional (RNO) e Religiosidade Intrínseca(RI), e realizado Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA). Resultado: Na randomização não houve diferenças na pressão arterial de consultório, na MAPA e nas características sócio demográfica entre os grupos, entretanto ao avaliar a resposta do efeito do jaleco branco realizada no ínício e aos 120 dias do estudo observou-se que houve uma marcada redução do efeito do jaleco branco entre o primeiro e o segundo exames da MAPA para o Grupo BL, o qual revelou uma redução de 9,33±11 mmHg na PAD,mas sem significância estatística. Ao realizar a Correlação de Pearson aos 120 dias entre os escorres de religiosidade com os valores da PA de consultório e MAPA identificou-se correlação negativa –0,53 (p=0,0417) para o Grupo A em relação ao efeito do jaleco branco na PAD na vigília com a religiosidade (RI). No Grupo BL verificou-se correlação negativa -0,93 (p=0,0188) na MAPA no desvio padrão da Freqüência Cardíaca no período do sono, correlação positiva 0,80 (p=0,0010) no efeito do jaleco branco na PAS e na ansiedade traço 0,58 (p=0,0364) com a religiosidade (RNO). Conclusão: A religiosidade pode ter efeito positivo na diminuição do efeito do jaleco branco

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil