Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Causa incomum de Pneumonite intersticial: Relato de caso.

Paloma Beatriz Ratto, CAIO CEZAR GONCALVES, SYLVIO JOSE MACEDO BECKER, JOAO MANOEL THEOTONIO DOS SANTOS
IPEP POLICLIN - SAO JOSE DOS CAMPOS - SAO PAULO - BRASIL

Introdução:A toxicidade por fármacos esta entre os diagnósticos diferenciais das pneumonites intersticiais. Os dados epidemiológicos sobre esta doença são raros, assim como a compreensão de possíveis fatores de risco. A incidência de pneumonite intersticial por metotrexate é em torno de 7%, sendo que a freqüência e dose da administração. Existem duas apresentações da pneumonite por metotrexato: pneumonia por hipersensibilidade e fibrose pulmonar. Apresentamos caso de uma paciente que desenvolveu pneumonite pelo uso de metotrexato

Objetivos: Evidenciar o quadro clinico de uma pneumonite interstical provacada por Metotrexato. 

Descrição do Caso:F.Y.K, 82 anos, sexo feminino, deu entrada no pronto atendimento  com quadro de fraqueza, inapetência e tosse não produtiva há cerca de 10 dias. Paciente com antecedentes pessoais de artrite reumatóide em uso de Leflunomide 20 mg 1x ao dia, Metotrexato 50 mg, e Etanercepte 50 mg há 3 meses. No exame físico de entrada: regular estado geral, desidratada, dispnéia e febril. Aferida PA 90x60 mmHg e Sat de O2 86% na ausculta pulmonar com estertores creptantes difusos. Exames laboratoriais com Hb 9.9 Ht 30,3, leucócitos 4400, Urina I 2+ proteinuria, com abundantes oxalatos de cálcio, PCR 16,93 e imagem ao Rx de tórax com infiltrado intersticial pode estar acompanhado de derrame pleural, Tomografia computadorizada de tórax com padrão vidro-fosco. Paciente evoluiu internada na enfermaria em uso de Unasyn e seguimento com reumatologista, sendo suspensos os medicamentos da artrite reumatóide e prescritos e corticóide. Evoluindo com melhora do quadro dos sintomas respiratórios e sistêmicos.

Conclusões: Suspender o uso do metotrexato é a principal conduta frente a suspeita de lesão pulmonar induzida pela medicação e a melhora clinica e radiológica definem o diagnostico. O uso de glicocorticóide é reservado para pacientes que mesmo após suspensão da droga mantém os sintomas. No caso relatado foi iniciada prednisona 1mg/kg/dia e o desmame, após melhora clinica.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil