Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Acometimento cardíaco em paciente com polimiosite - diagnóstico diferencial com cardiomiopatia arritmogênica do ventrículo direito. Relato de caso

Gabriela Miana de Mattos Paixão, Sabrina Letícia Oliveira Araújo, Luísa Menezes Batista, Luiz Marcio Gerken, Ricardo Augusto Baeta Scarpelli
Faculdade da Saúde e Ecologia Humana - Vespasiano - MG - Brasil

Introdução: Polimiosite é um tipo de miopatia inflamatória subaguda que evolui ao longo de semanas a meses e manifesta-se com fraqueza da região proximal músculos, poupando a musculatura do rosto e dos olhos. Além dos sintomas musculares podem ainda ocorrer comprometimento articular, cardiopulmonar e do trato gastrointestinal. Relato de Caso: FCMOD, sexo feminino, previamente hígida, 38 anos, procurou atendimento devido a fadiga, taquicardia, edema em membros inferiores e fraqueza muscular em membros superiores iniciados há 3 meses. Exame físico demonstrava perda de força muscular em membros superiores e sinais de congestão sistêmica e pulmonar. Ao eletrocardiograma, presença de distúrbio de condução pelo ramo direito, com inversão de onda T de V1-V3. Para investigação do caso, ecocardiograma transtorácico evidenciou disfunção biventricular moderada (fração de ejeção de ventrículo esquerdo de 40%), hipertensão pulmonar (PSAP 50 mmHg), derrame pericárdico pequeno e derrame pleural importante à esquerda. Os exames laboratoriais mostraram aumento das enzimas musculares (CPK:433, Aldolase:16,6). Eletroneuromiografia monstrou condução motora e sensitiva normais, padrão miopático (recrutamento rápido, polifasia e duração aumentadas), com presença de fibrilações que indicaram etiologia inflamatória. Biópsia muscular mostrou processo inflamatório crônico moderado inespecífico (miosite). Iniciado corticoterapia e medicações para insuficiência cardíaca(IC).  Houve, então, melhora da força muscular e normalização das enzimas musculares, porém se manteve com queixas cardíacas de dispneia e adinamia. Realizou Holter 24 horas que mostrou 10% de arritmia ventricular polimórfica. Diante da alta densidade de arritmia ventricular, optado por solicitar ressonância cardíaca(RM) para melhor avaliação que evidenciou ventrículo direito(VD) dilatado, hipocontrátil com aneurisma em via de saída de VD, sugestivo de cardiomiopatia arritmogênica do VD(CAVD). Otimizada medicação para IC e associado amiodarona, com melhora clínica e redução da densidade da arritmia ventricular. Discussão: O diagnóstico diferencial entre CAVD e acometimento cardíaco da polimiosite deve ser considerado. Apesar de resposta clínica e laboratorial da polimiosite ao tratamento com corticoterapia, houve evolução do quadro cardíaco. A complementação propedêutica com RM possibilitou melhor avaliação do VD, o que gerou novas possibilidades diagnósticas, com implicações terapêuticas. A presença de dois critérios diagnósticos maiores e um menor do Task Force de 2010 levou ao diagnóstico de CAVD no presente caso.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil