Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Fator induzível por hipóxia-1alfa e metabolismo da glicose durante a evolução da hipertrofia para insuficiência cardíaca por estenose aórtica

Paula Grippa Sant'Ana, Danielle Fernandes Vileigas, Gustavo Augusto Mota, Sergio Luiz Borges de Souza, Vítor Loureiro da Silva, Dijon Henrique Salomé de Campos, Livia Paschoalino de Campos, Gilson Masahiro Murata, Katahi Okoshi, Antônio Carlos Cicogna
FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - - SP - BRASIL

Introdução: Entre os diferentes fatores que participam da deterioração da função cardíaca, o déficit de oxigênio (O2) desempenha papel fundamental. Um dos mecanismos que contribui para normalizar a redução de O2 é o fator induzível por hipóxia (HIF-1α) que, acarreta aumento da disponibilidade energética miocárdica em razão da elevação síntese das proteínas envolvidas no metabolismo da glicose. Embora existam trabalhos que analisaram, no coração, a captação e utilização da glicose e o HIF-1α na insuficiência cardíaca, há carência de estudos que avaliaram do comportamento dessas variáveis durante a evolução da hipertrofia cardíaca para insuficiência cardíaca grave (ICG) na sobrecarga pressórica. Objetivo: Avaliar o comportamento da glicólise e a falta do oxigênio, sinalizado pelo HIF-1α, na progressão da hipertrofia para à ICG, por sobrecarga pressórica. Método: Aprovado pelo Comitê de Ética Experimental - UNESP (Nº1081). Utilizou ratos Wistar, controle (Sham, n=48) e estenose aórtica EAo (n=48) induzida por clipe de 0,60mm de diâmetro na aorta. Foram avaliados 2, 6, 18 semanas da cirurgia e com IC grave, ocorrendo a partir da 26ª semana. Subgrupos Sham2, 6, 18, IC, e EAo2, 6, 18, IC foram constituídos por 12 animais. Os ratos que apresentaram taquipneia associada a edema, ascite, derrame pleural, trombo em átrio esquerdo ou hipertrofia do ventrículo direito, definidos portadores de ICG. Análise de ecocardiograma - estrutura (átrio esquerdo; espessura relativa do ventrículo esquerdo), função sistólica (fração de ejeção) e diastólica (relação onda E/A). Análise de Western Blot: HIF-1α, transportador de glicose 1 e 4 (GLUT1 e 4), hexoquinase (HK), fosfofrutoquinase (PFK), piruvato quinase (PK), lactato desidrogenase (LDH) e piruvato desidrogenase (PDH), por; e atividade enzimática HK. Análise de variância para o esquema de dois fatores (grupo e momento de eutanásia) delineamento casualizado complementada com teste de comparações múltiplas de Tukey, significância de 5%, p<0,05. Resultados: EAo promoveu remodelação cardíaca estrutural precoce; alterações funcionais, sistólica e diastólica de maior magnitude na ICG p<0,05. HIF-1α e GLUT1 aumentaram desde 2ª semana e o GLUT4 com EAo6 p<0,05. A atividade da HK aumentou com EAo2; a expressão da HK e a PFK com EAo6; e a PK com EAo18, maior alteração na ICG, p<0,05.  A expressão da LDH e da PDH alteraram a partir da 18ª semana e atividade, p<0,05. Conclusão: há aumento do HIF-1α e reprogramação do metabolismo da glicose na fase inicial de hipertrofia e disfunção diastólica cardíaca (EAo2) e acentua-se na ICG. 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil