Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Infarto Agudo do Miocárdio durante nadir de quimioterapia e plaquetopenia: o tratamento adequado para cada cenário

Almeida, MPC, Fernanda T. A. de Andrade, Fernanda A. S. C. Célestin , Ludmila de A. Barberino, Letticya P. Machado , Thalita B. González, Isabela B. S. da S. Costa , Silvia M. R. Fonseca , Carolina M. P. D. C. Silva, Ludhmila A. Hajjar
ICESP - São Paulo - SP - Brasil, INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Paciente do sexo feminino, 60 anos, hipertensa e ex-tabagista, em acompanhamento hematológico desde 2007 com diagnóstico de Linfoma Folicular, foi tratada inicialmente com esquema RCHOP 8 ciclos (Ciclofosfamida, Doxorrubicina, Vincristina, Prednisona e Rituximab ), obtendo resposta completa.  Apresentou recidiva da doença em novembro de 2018 com indicação de nova quimioterapia (QT) e Transplante de Medula Óssea  (TMO) Alogênico. Iniciou QT com esquema R-DHAOX (Rituximab, Dexametasona, Citarabina e Oxiplatina), evoluindo com plaquetopenia secundária ao binômio doença-tratamento. Nesse contexto, em fevereiro de 2019, após o 3º ciclo QT, apresentou  Infarto Agudo do Miocárdio sem Supra de ST (IAMSSST), TIMI RISK 4, GRACE 150 e CRUSADE 38. Cineangiocoronariografia evidenciou obstrução de 100% em terço proximal de Artéria Descendente Anterior (ADA), lesão de 70% em terço médio de Artéria Circunflexa (ACX)  e 50 % em terço médio de Coronária direita (CD).  Paciente encontrava-se próxima ao nadir da QT, com contagem plaquetária  de 60 mil e previsão de maior descenso. Neste cenário, foi submetida à angioplastia com implante de 2 stents convencionais  em ADA e 1 stent convencional em ACX. Em virtude da plaquetopenia, optou-se por utilizar dupla antiagregação plaquetária com Ticagrelor e Ácido acetilsalicílico após angioplastia. Atualmente apresenta boa evolução clínica, assintomática do ponto de vista cardiovascular e com Ecocardiograma de controle com função sistólica biventricular preservada, fração de ejeção do ventrículo esquerdo 61% e acinesia apical. Com o diagnóstico precoce e intervenção imediata foi possível manter o tratamento Hematológico preconizado, sem prejuízos do ponto de vista terapêutico. A paciente segue em acompanhamento conjunto com a Cardio-Oncologia e a Hematologia, necessitando de transfusão intermitente de plaquetas, devido à trombocitopenia, aguardando término da QT para TMO.

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil