Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Caso raro de Carcinoma Cardíaco

Marcelo Rosa da Silva, Rogério Silva Monteiro , Amanda Pinheiro Santos , Marcelo Prado Fortuna Gerin, Cláudio Rezende dos Santos, Denise Bibiana Masselli Franco, Diogo Viriato Silva Rodrigues, Glaucia de Farias Correia, Flávio Pacheco Paes, Marco Antônio Cressoni Sierra
Hospital Beneficiência Portuguesa de Ribeirão Preto - Ribeirão Preto - SP - São Paulo - Brasil

 

INTRODUÇÃO: Os tumores cardíacos são divididos entre tumores primários e secundários . Os tumores cardíacos primários são muito raros, com uma incidência em autópsias de 0,001 % a 0,03 % e incluem neoplasias benignas ou malignas que podem originar-se de qualquer tecido do coração. Os tumores cardíacos secundários ou metastáticos, são 30 vezes mais frequentes do que as neoplasias primárias, com uma incidência em autópsia de 1,7 % a 14 %.

DESCRIÇÃO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 22 anos de idade, sem patologias prévias. Apresenta queixa de dispneia aos grandes esforços com início há 30 dias que evoluiu para aos médios esforços. Há 10 dias deu entrada na sala de urgência referindo dor torácica e dispneia aos médios esforços sem outras queixas. Foi realizado protocolo de síndrome coronariana aguda. Os marcadores de necrose miocárdica estavam normais e o eletrocardiograma apresentou ritmo sinusal com frequência cardíaca de 115 bpm e eixo SÂQRS em -70°, bloqueio do ramo esquerdo, sobrecarga atrial e ventricular esquerda. A radiografia de tórax estava normal, sem cardiomegalia ou alterações na trama. Exame físico sem alterações. Foi solicitado ecocardiograma transtorácico onde foi evidenciado uma grande massa em ventrículo esquerdo com aumento de câmaras esquerdas. Paciente foi internado e submetido a cateterismo cardíaco que não apresentou lesões em coronárias, porém foi visualizado uma massa em ventrículo esquerdo. Foi então realizado a biópsia a qual evidenciou Carcinoma. A cintilografia óssea foi negativa e não foi encontrado lesões em outros órgãos. Realizado então avaliação conjunta do caso clínico entre a oncologia clínica, cirurgia cardiovascular e hemodinamica. Foi decidido pelo tratamento em duas etapas, sendo a primeira a quimioterapia e em seguida a ressecção do tumor. No 45° dia de internação paciente evoluiu com dispneia intensa evoluindo para óbito. O corpo foi encaminhado para o IML para autópsia e definido tromboembolismo pulmonar como a causa da morte.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil