Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Defeito do canal atrioventricular e outras anomalias cardíacas associadas em paciente de 15 anos sem correção cirúrgica: relato de caso

Isabella Frota de Oliveira, Christine Brasil Guerra, André Luigi Tarsia Botelho, Osório Luís Rangel de Almeida, José Carlos Quináglia e Silva
Instituto Hospital de Base do Distrito Federal - Brasília - DF - Brasil

Introdução: Defeito do canal atrioventricular representa 4% das malformações cardíacas congênitas, afetando cerca de 4 a 5.3 a cada 10.000 nascidos vivos. Trata-se de uma cardiopatia com valva atrioventricular (AV) comum que une os lados direito e esquerdo do coração e comunicação interatrial (CIA) tipo ostium primum (OP) classificadas pela classificação de Rastelli em tipos A, B ou C de acordo com suas variações anatômicas. Descrição do caso: P.L.O., masculino, 15 anos e procedente do entorno no DF. Portador de situs ambiguus com isomerismo atrial direito, dextrocardia, CIA tipo OP, comunicação interventricular (CIV) tipo via de entrada e valva AV única com orifício e folheto superior inserido na crista do septo interventricular (Rastelli A), dupla via de saída de ventrículo direito (VD) com transposição de grandes artérias (TGA), persistência do canal arterial (PCA), estenose mínima e hiperresistência de artéria pulmonar culminando em hipertensão pulmonar crônica. Foi internado no pronto socorro de um Hospital público de Brasília queixando-se de dispneia aos médios esforços e edema de membros inferiores há 15 dias.Negou febre, dor torácica e uso de medicamentos. Ao exame físico, constatou-se saturação de 65% sem O2, PA 130/90 mmHg, FC 86 bpm, edema +/4+, murmúrios vesiculares fisiológicos, bulhas normofonéticas, ritmo regular em 3 tempos, presença de B3, sopro holossistólico 3+/6 e cianótico.Iniciou-se Furosemida e Carvedilol e oxigenioterapia. Novo ecocardiograma revelou trombo em ventrículo esquerdo sendo iniciado, portanto, Varfarina, Enoxaparina e vigilância hemodinâmica, com posterior suspensão da varfarina pelo alto valor do INR (4,9).Paciente permanece sob vigilância no ambulatório do hospital de origem. Discussão: Trata-se de um paciente com defeito do canal atrioventricular, dextrocardia, dupla saída de VD com TGA e PCA associadas, que não foi submetido à correção cirúrgica. Entretanto, sua indicação é entre os 3 e os 6 meses de vida. Estima-se que 80% das pessoas que possuem defeito do canal atrioventricular venham a óbito até os 2 anos de idade caso não sejam submetidas à correção cirúrgica. Conclusão: A complexidade do caso demonstra sua importância para a comunidade científica por abordar várias anomalias cardíacas associadas ao defeito do canal atrioventricular, que requer uma intervenção cirúrgica na maioria dos casos. No entanto, quando este tratamento não for realizado, é necessário garantir cuidados paliativos eficazes, visando a melhor qualidade de vida e maior sobrevida aos pacientes.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil