Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Acidente vascular cerebral da artéria de Perchehon em paciente com infarto agudo do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMSEST)

Laura Pacheco Avezum, Caio Vinìcius da Fonseca Silva, Camila Simão Teixeira de Andrade, Luisa Pacheco Avezum, Mariana Becker Pfeferman, Alexander Pieri, Alvaro Avezum Junior
INSTITUTO DANTE PAZZANESE DE CARDIOLOGIA - - SP - BRASIL, Universidade Santo Amaro - São Paulo - São Paulo - Brasil

Introdução: A artéria de Perchehon, quando ocluída, resulta em infarto talâmico paramediano bilateral. O mecanismo etiológico que leva ao comprometimento dessa artéria ainda é desconhecido, sendo atualmente, a cardioembolia considerada como um dos mecanismos etiológicos possíveis. Relato de Caso: Paciente do sexo feminino, 73 anos, obesa hipertensa, pré-diabética e dislipidêmica. Histórico de palpitações há um ano e diplopia/tonturas há uma semana. Admissão hospitalar com diagnóstico de infarto agudo do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMSEST). No 2º. Dia, em uso de aspirina 100mg/d, clopidogrel 75mg/d e heparina em dose plena, enquanto aguardava cinecoronariografia apresentou quadro súbito de turvação visual, diplopia, sonolência evoluindo para coma (escala de coma Glasgow 9). Durante o procedimento de intubação orotraqueal, a paciente apresenta recuperação completa da consciência, mantendo ptose palpebral bilateral e monoparesia crural esquerda, com Glasgow 15. Ressonância revelou infarto paramediano bilateral. Após diagnostico iniciou a investigação etiológica do caso por meio de ultrassonografia com doppler de carótidas, antirressonância de artérias intracranianas, angiotomografia de artérias extracranianas, sendo considerados normais. Ecocardiograma: fração de ejeção do ventrículo esquerdo de 57%, átrio esquerdo com volume de 41 ml/M3 e hipocontratilidade do seguimento médio basal da parede inferior. Iniciado anticoagulante oral não antagonista da vitamina K (DOAC) devido à hipótese de  acidente vascular cerebral (AVC) embólico sem fonte determinada (ESUS): regime de tripla terapia com DOAC+aspirina+clopidogrel. Cinecoronariografia não evidenciou lesões coronarianas. Ressonância cardíaca com realce inferior apical sugestivo de infarto do miocárdio com artérias coronárias não-obstrutivas (MINOCA). Discussão: AVC da artéria de Perchehon pode apresentar recanalização espontânea precoce com sinais e sintomas de menor importância possibilitando confusão com transtornos somatoformes. Em pacientes com exame de imagem evidenciando lesão talâmica bilateral o mecanismo cardio-embólico sempre deve ser lembrado para conduta terapêutica específica. Consideração Final: Investigação etiológica completa é fundamental para definição do mecanismo e introdução de terapêutica apropriada assegurando benefícios clínicos para os pacientes.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

20 a 22 de junho de 2019
Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil